sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Ajudas Técnicas

E mais uma vez vimos rejeitado o pedido de ajudas técnicas para a Inês que foi entregue na S.Social supostamente por "falta de verba". Nada que me espante é certo, mas sinceramente o que eu gostava mesmo de saber é quais são os critérios de avaliação para eu me deparar tantas vezes com o facto de os mesmos pedidos serem atribuídos a uns e a outros não, e na maioria dos casos que eu mesma conheço, os mesmos subsídios de apoio são atribuídos a famílias que não são propriamente carenciadas e cujas contas bancárias se encontram até bem recheadas pelos múltiplos apoios que vão recebendo.

Ora então senhores do meu país vamos lá a levantar os" rabinhos" da cadeira onde se encontram e venham ao centros pessoalmente avaliar as situações, venham conhecer as famílias, o dia a dia e quais as necessidades reais de cada um, porque só assim julgo ser possível ( ou talvez não) poderem avaliar de forma mais justa e correcta cada pedido que vos é entregue, e aí sim talvez possamos fazer com que os nossos impostos comecem a ser mais bem distribuídos.

E não, isto não é ressabiamento ou coisa que se pareça, estou plenamente consciente que haverão meninos que precisam muito mais do que a Inês que essas ajudas lhes sejam atribuídas, é apenas um desabafo.

5 comentários:

ClaudiaMG disse...

Infelizmente as injustiças continuam a acontecer e nestes casos elas também existem.
Espero que consigam as ajudas que necessitam o mais breve possível.

Beijinhos

Patrícia Coelho disse...

Quem diz a verdade não merece castigo.....Continuem a reclamar pelos vossos direitos, injustiças vão existir sempre, mas talvez possamos lentamente mudar mentalidades.Um bjinho muito grande e espero que as ajudas cheguem :)

Raquel Barata disse...

Olá a todos!
Facilmente compreendo que não só é preciso que os homens calem as INJUSTIÇAS do país , mas também que as suportem com coragem.
Porque não é só a INJUSTIÇA em si que nos fere,é sermos vítimas dela.
Quem critica as injustiças fá-lo não porque teme cometer acões injustas,mas que simplesmente TEME SOFRÊ-LAS.
Por isso Cristina, Nunca se cale nem desista ,para não dar lugar á INJUSTIÇA.Também deixo aqui um apelo a esses "srs" que estão confortavelmente sentados em seus palanques,que não tomem decisões de ânimo tão leve.
Tinha muio mais para dizer sobre a "INJUSTIÇA"mas meninas , tenham cuidado pois agora a liberdade de expressao stá cada vez mais controlada....
UM BEIJINHO CRISTINA,E DESCULPE MAS FICO REVOLTADA COM TANTA INJUSTIÇA.

Raquel Barata disse...

Olá a todos!
Facilmente compreendo que não só é preciso que os homens calem as INJUSTIÇAS do país , mas também que as suportem com coragem.
Porque não é só a INJUSTIÇA em si que nos fere,é sermos vítimas dela.
Quem critica as injustiças fá-lo não porque teme cometer acões injustas,mas que simplesmente TEME SOFRÊ-LAS.
Por isso Cristina, Nunca se cale nem desista ,para não dar lugar á INJUSTIÇA.Também deixo aqui um apelo a esses "srs" que estão confortavelmente sentados em seus palanques,que não tomem decisões de ânimo tão leve.
Tinha muio mais para dizer sobre a "INJUSTIÇA"mas meninas , tenham cuidado pois agora a liberdade de expressao stá cada vez mais controlada....
UM BEIJINHO CRISTINA,E DESCULPE MAS FICO REVOLTADA COM TANTA INJUSTIÇA.

Cristina G. disse...

Raquel é bem verdade tudo aquilo que diz, e nada de pedir desculpas é para isso que serve este blog, para PARTILHAR. Um bjnh grande